Daniel Hernandes enfrenta os melhores judocas do mundo no Azerbaijão

Daniel Hernandes parte para Baku, no Azerbaijão, nesta segunda-feira (10/1) em busca de mais pontos no ranking mundial, que vai definir os judocas para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. No domingo (16/1), o atleta da Equipe Banco Cruzeiro do Sul entra no tatame para a disputa do World Masters, que reúne apenas os 16 primeiros da classificação em cada categoria olímpica e é a competição internacional que mais distribui pontos no ranking depois de Olimpíadas e Mundial.

Por causa do Masters, o judoca, da categoria pesado (+100 kg), 14º do ranking mundial, teve de permanecer em atividade mesmo no período das festas de fim de ano. Depois de conquistar a medalha de prata no Grand Prix de Qingdao, na China, no dia 18 de dezembro, Daniel teve pouco tempo de descanso no retorno ao Brasil. “Voltei a treinar já no dia 23, para me preparar para a competição em Baku”, conta Daniel. “Foi complicado encontrar com quem treinar, muitos atletas estavam viajando, mas vale qualquer sacrifício para me manter em atividade.”

“Em Baku vão estar apenas os melhores do mundo”, prossegue o judoca. “Em competição assim não dá para escolher adversário, quem vier vai ser chumbo grosso”, reconhece. “Como o egípcio (Islam el Shehaby) que ganhou o ouro no GP de Qingdao, na China, que eu não cheguei a enfrentar na decisão porque machuquei o cotovelo na semifinal (contra o também brasileiro Rafael Silva). Eu já lutei duas vezes com esse egípcio. Ganhei em Paris, em 2003, e perdi na Espanha, em 2008.”

A cirurgia para reconstrução do tendão do ombro esquerdo, em junho do ano passado, já ficou para trás. “Estou totalmente recuperado”, afirma Daniel. “O ombro não incomoda mais, me sinto bem e confiante para seguir na luta pelo sonho olímpico.”

No World Masters, a medalha de ouro vale 400 pontos no ranking mundial. A prata garante 240 pontos na classificação e a de bronze, 160 pontos. “Este ano, entramos na reta final para Londres e cada ponto é importante”, diz Daniel. “Em maio, caem 50% dos pontos do ranking. A partir daí (e até abril de 2012), tudo o que for somado será usado para definir os 22 judocas de cada categoria que vão disputar a Olimpíada. Sou o 14º do ranking dos pesados e o brasileiro mais bem classificado. Quero estar entre eles.”

Daniel Hernandes é atleta do Clube Pinheiros e também faz parte da equipe do Banco Cruzeiro do Sul.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: